Ínfimo audível

Ínfimo audível

Ignorar nem sempre é certo,

Saber ouvir é mais correto.

Não siga apenas a razão,

Escute além, ouça seu coração.

Na mente podem haver gritos da crueldade,

No peito pode falar baixo a bondade,

E sua suave voz mal ouvida

Torna-se por gritos envolvida.

Mas quando esse berro é calado,

Ouve-se apenas uma doce voz:

É o coração finalmente escutado.

Anne

Enquete

O que você achou deste poema?

Legal (0)
0%

Bonito (0)
0%

Lindo (2)
100%

Total de votos: 2